Como fazer um inventário rotativo de uma autopeças

06/05/2019|Contagem Motor Peças

Como será que você está fazendo o controle de estoque de suas peças automotivas?

Uma das maiores dificuldades é tentar manter um estoque organizado, eficiente e que permita que o trabalho possa fluir todos os dias.

Quando o assunto é cuidar das peças automotivas, esse desafio se torna ainda maior.

Afinal, como fazer um inventário rotativo? Confira a seguir neste artigo exclusivo que preparamos pra você!

O que é inventário rotativo?

Peças paradas no estoque significam dinheiro perdido. Além disso, quando falamos de peças para carros, existe um agravante ainda maior, pois muitas podem se tornar obsoletas quando paradas por muito tempo.

Neste sentido, saber controlar o estoque de modo que o mesmo possa atender as demandas diárias é o grande desafio das lojas.

Existem diferentes formas de controlar o estoque, e uma delas é fazendo o inventário rotativo. Este tipo de inventário é, de acordo com especialistas, o mais indicado para oficinas e lojas de peças automotivas.

O inventário rotativo consiste em realizar a contagem e recontagem do estoque com frequência. O período pode ser semanal, diário e até mensal, sempre com o intuito de manter uma ordem para não deixar peças paradas e nem faltar para os clientes.

Desta forma, o seu estoque se torna mais assertivo, inclusive evitando o desperdício financeiro. Manter o estoque organizado também facilitará a identificação de problemas cotidianos que podem ocorrer na loja, por exemplo:

• Furtos de peças

• Quebra de produtos

• Entrada de nova errada

• Ter noção da saída de determinada peça

• Mais segurança

• Mais controle

Como fazer o inventário rotativo?

Para fazer o inventário rotativo, você deverá se organizar com a sua equipe para realizar contagens cíclicas das peças e produtos. Essa contagem periódica irá evitar que sua loja fique sem mercadoria para atender aos clientes, além de manter sempre o estoque correto.

Determine as categorias de produtos existentes, em seguida crie calendários rotativos e capacite um colaborador que ficará responsável pela tarefa.

Aproveite para consertar os erros encontrados quando realizar a contagem e, em seguida, atualize tudo no sistema da sua empresa. A utilização do inventário rotativo também simboliza menos custo para o seu negócio, uma vez que a operação sendo feita rotineiramente permite ter uma ideia geral das peças com mais saídas e as que, por algum motivo, permaneçam mais tempo no estoque.

Isso irá gerar um poder maior para controlar a compra de produtos, mantendo sempre relatórios atualizados de entradas e saídas de materiais.

Passo a passo – Como fazer o inventário rotativo

1 – Faça o cadastro de todas as peças – se possível, o ideal é utilizar um programa de gestão.

2 – Classifique todos os produtos de acordo com: popularidade, custo, itens roubados, peças com defeitos, entre outros.

3 – Para a contagem, o ideal é organizar os itens através de 5 colunas?

• Data

• Classificação

• Quantidade de peças

• Frequência (se diária, semanal, mensal)

• Frequência anual

• Número de contagens

Vale lembrar que é primordial ter um funcionário capacitado para a tarefa. É impossível controlar o estoque sem ter informações precisas. Por isso, fazer o inventário rotativo permitirá uma gestão mais assertiva do seu negócio, evitando o desperdício e gerando mais lucro.

Tags