Como funciona o motor 4 X 4

17/12/2018|Contagem Motor Peças

Todo mundo conhece o carro 4×4. Mesmo que nunca andou em um já viu propagandas deste carro, que tem essa como uma de suas características mais marcantes. Porém, apesar de muito famoso, o que é pouco conhecido é como esse motor funciona – mesmo por quem tem e adora algum desses modelos. Conheça então como funciona o motor do 4×4!

Os 4×4

Os 4×4 tem uma característica muito atrativa. Além de ser carros grandes, eles são poderosos, combinando uma sensação de segurança e força com a possibilidade real de lidar com praticamente qualquer terreno. Essa combinação é atrativa não somente para quem curte passeios um pouco mais off-road, mas mesmo para quem anda pela cidade e gosta de um carro um pouco mais poderoso.

Porém, seja qual for o modelo e o objetivo, os 4×4 acabam quase sempre funcionando da mesma maneira.

Os 4×2

Antes de entender os 4×4 é preciso conhecer melhor o modelo mais tradicional, o 4×2. Praticamente todo carro se enquadra neste modelo, já que é o mais comum e tradicional. Neste caso, apesar de terem 4 rodas, a tração, ou seja, a energia que vem do motor, é distribuída apenas para duas delas.

Então, as duas rodas que recebem a força são tracionadas, enquanto as outras duas são “arrastadas”, apenas acompanhando o movimento feito pelos pneus dianteiros. Essa tração pode variar entre as rodas traseiras ou dianteiras, fazendo com o que o carro tenha tração traseira ou dianteira, outro termo também bem conhecido.

Isso é possível por causa de outras duas peças: o eixo e o diferencial. O primeiro leva a força do motor às rodas, e o segundo, garante a distribuição igual entre elas.

O motor do 4×4

Então, o motor do 4×4 é aquele que distribui a tração para todas as 4 rodas. Com todas as quatro recebendo tração, a sua aderência com o solo é bem maior, fazendo com ele seja muito mais preparado para lidar com terrenos diferentes, mas também a fazer curvas com mais segurança, já que o carro fica mais “grudado” no chão.

Evidentemente, o motor do 4×4 precisa então trabalhar muito mais, para entregar essa força para todas as rodas. Isso significa também um aumento no consumo de combustível já que a explosão precisa ser também, ainda maior.

Por conta disso que a maioria dos carros 4×4 conta com uma opção de variar entre este modelo e o 4×2 mais tradicional. Enquanto usar o 4×4 em estradas mais tradicionais não é necessariamente “errado”, é um pequeno desperdício, já que a opção 4×2 funciona perfeitamente.

O 4×4, por outro lado, demanda mais combustível, e um desgaste um pouco maior dos pneus. Por isso, é recomendado usar apenas a opção 4 x 4 quando for necessário. A manutenção deste tipo de carro também é mais difícil, assim como o uso de todas as suas peças. É um carro, geralmente bem grande, que lida com muita força, trazendo um alto grau de esforço para peças como os freios.

Esse modelo de veículo e de motor é uma opção bem interessante para quem tem interesse em passeios mais off-road. Na cidade, ele também é uma boa opção, podem o uso do 4×4 em estradas pode ser um pequeno desperdício, tanto de combustível como dos pneus.

Tags