Conheça o motor de um carro elétrico

01/10/2018|Contagem Motor Peças

Como costuma acontecer após algumas décadas muitos dispositivos que pareciam restritos às telas de cinema estão bem próximos do mundo real. Graças ao grande investimento em tecnologia, nós temos o privilégio de vivenciar o avanço do uso da biometria, por exemplo. No setor automotivo, uma das sensações do momento são os carros movidos a eletricidade. Mas você sabe como funciona o motor de um carro elétrico?

Continue a leitura para descobrir os principais detalhes por trás da tecnologia que move esses veículos do futuro!

Quais são os tipos de motores para carros elétricos?

Evidentemente, o funcionamento de um carro elétrico depende de um fluxo de eletricidade. No entanto, mais de uma fonte pode gerar essa carga elétrica. Alguns modelos utilizam a energia de uma bateria para obter os impulsos elétricos necessários.

Mas há também as versões híbridas, nas quais a bateria do veículo garante a autonomia até uma determinada quilometragem. Depois desse limite, o deslocamento do carro depende da combustão de um motor a gasolina. Outra alternativa é o motor elétrico a hidrogênio, que será abordado na sequência.

Como funciona o motor de um carro elétrico?

Basicamente, a energia elétrica obtida precisa se transformar em energia mecânica. Em vez da combustão, o motor elétrico opera mediante um agrupamento de bobinas, responsáveis por inverter um campo magnético que interage com o motor.

No caso de um motor elétrico a hidrogênio, o gás fica contido em um reservatório constituído de fibras de carbono. Além de sua leveza característica, esse tipo de material resiste a elevadas cargas de compressão. Por se tratar de um gás de baixa densidade, o hidrogênio precisa sofrer uma intensa pressão para que o tanque receba o volume necessário.

Em seguida, entra em ação a célula de combustível, encarregada de converter o hidrogênio em carga energética. O processo libera apenas água. A energia elétrica gerada segue dois caminhos:

  • o próprio motor do veículo;
  • as baterias e os ultracapacitores — esses itens armazenam e liberam uma dose a mais de energia em momentos críticos, como a subida de uma via muito íngreme.

Quais são as vantagens de um motor elétrico movido a hidrogênio?

A primeira vantagem do motor elétrico a hidrogênio está ligada a uma questão de saúde. Afinal, ele não contribui para o aumento da concentração de gases poluentes na atmosfera. Some-se a isso o fato de que o desempenho desse motor elétrico vem superando as expectativas.

Além de o motor movido a hidrogênio também ser silencioso, o ganho de autonomia é significativo. Alguns modelos de carros elétricos movidos à bateria conseguem rodar por até cerca de 70 km. Já um carro com motor elétrico a hidrogênio pode alcançar os 350 km aproximadamente.

Agora que você conhece melhor o motor de um carro elétrico, vale destacar que muitos modelos ainda serão testados. Ao todo, são cerca de 100 protótipos espalhados pelos mais renomados centros de pesquisa do planeta. Por fim, a maior prova de que os carros elétricos são uma realidade é a adesão de grandes montadoras. Entre elas, destaque para as japonesas Honda e Nissan, e para a alemã BMW.

Tags