Motor sem pistão e biela, existe?

05/06/2018|Contagem Motor Peças

A grande maioria dos motores a combustão dos automóveis fabricados e comercializados no Brasil funciona com o clássico sistema de pistão. Mas, este não é o único jeito de se movimentar um veículo automotor.

Neste texto, você conhecerá um pouco mais sobre o funcionamento, as características e onde é encontrado o motor Wankel, também conhecido como Motor Rotativo. Confira!

O funcionamento do motor Wankel

Motor Wankel - Funcionamento

Motor Wankel – Funcionamento

Um motor Wankel, diferentemente dos tradicionais, não apresenta pistões e nem mesmo bielas em seu funcionamento. Essas duas peças são substituídas por um rotor de metal com um formato triangular arredondado. Ele desenvolve ciclos de rotação dentro de uma peça que é equivalente ao cilindro em um motor de pistão. Mas que não tem um formato exatamente cilíndrico, mas sim, oval com um pequeno achatamento no meio, parecendo o contorno de um “8”.

No centro deste rotor vai o eixo que é girado pelo movimento rotativo do sistema que, por sua vez, é responsável pela aceleração do veículo. Basicamente este é o princípio físico do motor de Wankel.

Mas você pode estar se perguntando “Mas o motor convencional também não gira? Porque não é chamado também de ‘rotativo’”? A resposta é simples: os motores tradicionais possuem um movimento de pistão que sobe e desce realizando a troca e a combustão dos gases, para que o virabrequim, por sua vez, gire. No motor rotativo, a peça móvel efetivamente gira em torno de um eixo enquanto realiza a combustão e a compressão do ar e do combustível, girando de forma contínua e ininterrupta.

Vantagens

O motor rotativo consegue gerar mais potência do que um motor convencional. A explicação para isso está justamente em seu movimento de rotação contínua do rotor. Ele apresenta menor perda de energia cinética do que o motor tradicional, onde cada pistão é parado e acelerado em todo ciclo que o veículo desenvolve.

O motor rotativo, graças ao seu design, pode ser bem menor do que um motor normal de mesma potência. Também por isso, o ruído do motor Wankel é característico: mais agudo, mais baixo e com menos trepidação no som.

O motor de Wankel também apresenta maior durabilidade em vida útil do que um motor convencional. Por isso, os carros que usam este tipo de motor costumam ser mais caros, mas apresentam grande qualidade.

Desvantagens

A principal desvantagem do motor Wankel é seu alto consumo. Pelas mesmas razões que oferece mais potência: o desenho do semicilindro e o funcionamento mecânico do rotor deixam que mais combustível seja queimado por ciclo, fazendo com que este tipo de motor rotativo tenha uma alta queima de gasolina.

Se você for dono de um carro com motor Wankel no Brasil, você tem a desvantagem de ter que gastar mais com manutenção e ter uma grande dificuldade em encontrar assistência técnica especializada no país.

Que carros usam o Wankel?

Dado o seu consumo, o Wankel é quase inexistente em carros compactos ou populares. O motor entrou pra história em carros da Mazda (RX-3, RX 7, RX-8 e Cosmo). Além de alguns grandes veículos da Mercedes Benz, como os C-111-I e o C-111-II.

1967 Mazda Cosmo 110 Sport

1967 Mazda Cosmo 110 Sport

1970 Mercedes-Benz C111

1970 Mercedes-Benz C111

1973 Mazda RX-3

1973 Mazda RX-3

1979-1985 Mazda RX-7

1979-1985 Mazda RX-7

Tags