Eixo Virabrequim

O virabrequim que também é conhecido como árvore de manivelas e girabrequim é o eixo central do motor. Este eixo que recebe a força dos pistões e a inversão do sentido de movimento da biela é o responsável por gerar e enviar ao sistema de transmissão, torque, força e rotação. Preso em seus munhões por mancais de apoio no bloco e capas removíveis entre bronzinas, o virabrequim é fundido em aço carbono tem as bielas acopladas nos moentes e sua geometria lembra várias manivelas colocadas lado a lado.

Na mecânica em geral quanto maior for o braço de força ou alavanca maior será o torque e no virabrequim o tamanho da manivela influencia diretamente neste fator, quanto maior a manivela maior será o torque, mas algumas características mecânicas trabalham junto com este fator como rotação e força, onde nos determinados tipos de motores que encontramos nos veículo, são sempre trabalhadas para promover um determinado balanceamento entre essas características. O virabrequim possui alguns contra pesos para manter o eixo balanceado e é vazado internamente para permitir a lubrificação nos seus mancais de apoio e de bielas. Em uma das extremidades do eixo encontramos a saída de força ligada ao volante do motor e em outra encontramos, geralmente, a bomba do sistema de lubrificação do óleo que quando ligado o motor toca sem parar este sistema.

MANUTENÇÃO

As condições operacionais extremas e descuidadas causam um desgaste diário. Se for deixado de lado sem a manutenção adequada ou verificação da peça, pode acarretar a flexão, deformação ou rachaduras no virabrequim.

CUIDADOS

Todos esses itens abaixo, podem ser indícios de que algo pode estar errado com seu virabrequim:

  • os barulhos metálicos em excesso;
  • o consumo excessivo de óleo lubrificante;
  • o superaquecimento do motor;
  • a presença de água ou de metais no óleo lubrificante;
  • o aumento de consumo de combustível.

E se houver espaçamento entre as saliências da peça e os pistões, haverá menos conversão de energia em torque.

PROBLEMAS COMUNS

O mau funcionamento do virabrequim vai refletir em outros componentes do carro. Podendo empenar bielas, ocasionar batidas de metal contra metal e acarretar sérios danos aos pistões, entre outros problemas.

Quando o virabrequim apresenta folgas axiais ou avarias mais sérias, você pode estar gastando muito mais dinheiro à toa com reabastecimentos e se expondo a riscos severos na direção.

Se a peça se romper, obviamente o carro vai parar, deixando você na mão no meio da estrada ou onde quer que esteja.

O grande problema é que o virabrequim “danificado” faz atrito contra as bronzinas e pistões, aumentando a distorção com o tempo.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Nada impede você de tentar retificar os colos do virabrequim e verificar as folgas axiais desta peça. Se o eixo estiver deformado, o profissional de mecânica especializado pode desempenar esta parte usando os processos adequados.

Mas existem grandes benefícios em substituir esta peça tão importante. Ao colocar uma peça de qualidade no seu carro, você vai garantir que sua dirigibilidade e performance estejam em alto nível. Sem desgastar outras peças do motor, nem consumir mais combustível.

Vale dizer, ainda, que o virabrequim deve ter lubrificação constante para que a máquina sustente o melhor desempenho, o que será verificado na hora da troca.

 

OUTRAS FOTOS