Hélice da Ventoinha do Radiador

O controle da temperatura do motor é realizado pela ECU, através dos dados de entrada provenientes dos sensores, e dos comandos de saída para seus atuadores. O ventilador do radiador, ou ventoinha, consiste de uma hélice com desenho apropriado para arrefecimento, geralmente feita de plástico moldado por injeção, podendo ser acoplada a um motor elétrico, ou a um sistema de embreagem de fluído viscoso. Trata-se de um atuador do sistema de injeção eletrônica cuja a função é resfriar de forma forçada a água contida no radiador, para quando esta for liberada para o motor pela válvula termostática, possa arrefecer o motor e mantê-lo na temperatura ideal de funcionamento. Para ativar o ventilador do radiador, a ECU leva em consideração informações como:

  • Temperatura do Motor – Sensor de Temperatura;
  • Velocidade do veículo – Sensor de Velocidade.

O fluxo de ar para o radiador é o principal fator redutor de temperatura do fluído de arrefecimento quando este se encontra no radiador, tanto a velocidade do ventilador como a velocidade do veículo contribuem para o seu resfriamento. O gerenciamento do funcionamento do ventilador do radiador é necessário por que em determinados momentos de funcionamento do veículo, a ativação do ventilador não é necessária, como em velocidade de cruzeiro ou alta velocidade, onde o fluxo de ar que flui através do radiador é mais que suficiente para arrefecer o fluído contido nele naquele momento; e também durante o funcionamento do veículo depois de um longo período parado, nesse caso a fase de aquecimento do motor está ocorrendo, e embora a válvula termostática esteja fechada, o ventilador também não dispara. No entanto, em baixas velocidades se faz uso da ventilação forçada do radiador, ou seja, quando o fluxo de ar devido a velocidade do veículo não é o bastante para arrefecer o fluído no radiador. A ECU então, ativa o ventilador do radiador, a ventilação é forçada.

Tipos de ventiladores:

  • Ventiladores Elétricos;
  • Ventiladores Guiados.

MANUTENÇÃO

A ventoinha do radiador, ou eletro-ventilador, é uma peça grande vida útil e nunca precisa ser substituída de forma preventiva. Contudo, quando apresenta algum defeito deve ser trocada imediatamente, dada sua importância para o funcionamento do carro.

  • Quando o carro sofre uma colisão frontal em que a ventoinha é danificada.
  • Quando é possível detectar alguma anomalia em alguma parte da ventoinha com uma simples inspeção visual.

CUIDADOS

  • Procure usar ventoinhas de qualidade e sempre obedecendo as especificações técnicas recomendadas pela montadora do seu carro. Essa informação pode ser encontrada no Manual do Proprietário ou aqui.
  • Substitua o líquido de arrefecimento do radiador a cada 30 mil km ou 2 anos, o que ocorrer primeiro.
  • Verifique o estado dos componentes do sistema de arrefecimento em todas as revisões periódicas.

PROBLEMAS COMUNS

As falhas relacionadas ao ventilador do radiador, muitas vezes não estão diretamente ligadas a ele. Por funciona conforme demanda de informações de sensores, ou ativação de interruptores, qualquer mau funcionamento do sensor de temperatura ou interruptor pode levar ao não ativação do ventilador. Consequente os sintomas de superaquecimento logo aparecerão, tais como, empenamento do cabeçote, queima da junta do cabeçote e até a fundição do motor, o que acarretará sua parada total.

Aos ventiladores guiados, uma falha comum é o seu não funcionamento devido a falhas no elemento bimetálico. Esta peça é bastante sensível, ao ponto de que qualquer pancada ou pressão sofrida que venha deforma-la, cause sua inutilização.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Em muitos casos, o mau funcionamento da ventoinha é somente o resultado do problema de outra peça. Portanto, antes de trocar a ventoinha o correto é testar os seguintes componentes e os respectivos problemas:

  • Sensor de temperatura ou módulo de injeção eletrônica: quando a ventoinha funciona com o motor ainda frio. Podem ser checados com o uso de um aparelho scanner.
  • Líquido de arrefecimento: quando o nível do fluido está baixo a ventoinha tende a funcionar ininterruptamente. Pode ser verificado através olhando o reservatório de expansão do radiador.
  • Motor elétrico, conectores, fusíveis e fios: quando todos os outros componentes estão normais e mesmo assim a ventoinha não funciona quando o motor aquece. Podem ser checados através da medição da voltagem.

 

OUTRAS FOTOS