Tuchos

Os tuchos hidráulicos são componentes que funcionam a partir da pressão hidráulica gerada pelo sistema de lubrificação do motor.

A função deste componente é de minimizar a folga entre “came” do comando de válvula e a própria válvula. Os tuchos podem ser do tipo mecânico funcionando apenas com a ação de molas mecânicas, mas os tuchos com acionamento hidráulico são bem parecidos com um sistema de cilindro e pistão onde o cilindro recebe a vazão de óleo da bomba e gera pressão interna movimentando o pistão interno. No caso dos tuchos hidráulicos colocados no cabeçote do motor, uma haste interna é acionada promovendo um pequeno curso que irá influenciar o balancim em se ajustar perfeitamente com as válvulas reduzindo ao mínimo a sua folga.

MANUTENÇÃO

Em alguns veículos com tuchos mecânicos, a cada 40.000 km, a manutenção envolve a abertura da tampa de válvulas para a troca da pastilha que fica acima do tucho. Essa providência preventiva corrige a folga entre os componentes e ajusta as válvulas. Como é necessário trocar a junta desta tampa, que se danifica no momento em que abre a tampa de válvulas, o procedimento tende a ter valor elevado.

A durabilidade do eixo e dos tuchos depende da manutenção geral do motor do veículo, se for feita preventivamente, como troca de óleo, filtros, etc. Ou seja, um eixo tem duração muito longa. Porém, é recomendado que em uma eventual troca, se troque os tuchos também, para não ocorrer incompatibilidade de materiais, para que uma peça nova não trabalhar com a usada.

CUIDADOS

Tendo sempre óleo limpo os tuchos hidráulicos podem durar centenas de milhares de quilômetros, porém, por ser uma peça com folgas extremamente pequenas, assim que o motor começa a acumular impurezas as funções hidráulicas passam a não ter toda eficiência até que trave. A partir daí o motor começa a rajar e se faz necessária uma grande manutenção. Se a parte do cabeçote que podemos ver após retirada de sua tampa está suja, sempre imagine como estão dos dutos internos do motor e cabeçote.

PROBLEMAS COMUNS

Tuchos hidráulicos podem travar se a troca de óleo não for feita no tempo certo. E mais: como o óleo que circula nos tuchos é o mesmo do motor, pode acumular óleo velho mesmo após a troca do fluido que circula no motor. Para fazer a limpeza correta desses pequenos componentes, claro, é necessário desmontar todo o conjunto – operação que tem custo de mão-de-obra onerosa.

Em carros com tuchos mecânicos, o acionamento das peças é mais barulhento e há um desgaste da superfície do tucho.

SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Para que a gravidade não esvazie o tucho, há uma válvula de retenção. Ocorre que, em casos de desgaste moderado, esta válvula começa a falhar e o motor faz um característico “tec tec tec” por alguns segundos, até que o tucho seja pressurizado. Isso também pode ter relação com baixa pressão na bomba de óleo. O ideal neste caso é levar o carro em um mecânico de confiança para que o profissional faça a distinção dos problemas.

 

OUTRAS FOTOS