Quais peças preciso para turbinar o motor do carro.

08/04/2019|Contagem Motor Peças

Deixar o veículo mais potente não é algo que só as fábricas conseguem fazer. Se o seu sonho é turbinar o motor do carro, saiba que é possível fazê-lo. A prática gera resultados positivos para quem ama o automobilismo e, o mais interessante, é que você não precisa trocar de carro para conseguir mais potência no veículo.

Algumas dicas são fundamentais para que você descubra qual a melhor opção para o motor do carro. Antes de tudo, é preciso entender que, caso o veículo apresente baixa cilindrada, as chances de torná-lo mais potente diminuem um pouco. No entanto, mesmo assim é possível aperfeiçoá-lo para as estradas.

O que fazer para aumentar a potência do veículo?

Turbine o motor do carro

Alguns motores não possuem características para receber um turbo. No Brasil, os motores turbo começaram a ser fabricados a partir de 1994. Foi nesse período que as empresas passaram a apostar em motores de potência aumentada. Então, para quem não possui veículos com essas características, a estratégia é apostar em injeção de ar de alta pressão.

Reforce as peças internas

Ao turbinar o motor do carro, o carro terá mais potência. Isso quer dizer que a velocidade do veículo irá aumentar em um tempo menor. Por isso, outras peças do carro precisam ser turbinadas, como freios, embreagem, junta de cabeçote e pistões, dentre outras.

Planeje com cuidado o kit turbo

Antes de turbinar o motor do carro, você precisa definir quais são seus objetivos com essa proposta. É preciso definir se o carro será usado para a rua ou para a estrada, o orçamento que deseja, bem como a potência. Algumas etapas precisam ser revistas, como bicos injetores de combustível, pressão de funcionamento e exaustão de gases, por exemplo.

Abaixo, selecionamos as principais peças na hora de se turbinar o motor do carro:

  • Válvula de alívio e válvula de prioridade: a primeira é responsável por regular a pressão do turbo, enquanto que a segunda se encarrega dos espirros dos carros, que são os sons característicos dos carros turbinados.
  • Turbina e coletor de escape: a turbina é que opera todo o sistema, e o coletor de escape é o lugar em que a turbina opera. Por meio de prisioneiros, ela é conectada ao coletor.
  • Dosador de gasolina: é a peça necessária para dosar a quantidade e a pressão da gasolina enviada até os bicos injetores.
  • Bomba elétrica: embora não apareça na composição dos kits tradicionais, a maioria dos veículos necessita deste item, pois a original pode não conseguir dar conta das novas mudanças.
  • Outros itens: parafusos, niples, mangotes, mangueiras e outras miudezas também serão necessários.

Mantenha seu veículo sempre em dia e esteja atento às normas de trânsito

A preparação do automóvel para receber um kit turbo também inclui alguns cuidados, como aumentar a periodicidade das manutenções e manter certa frequência na realização das revisões preventivas.

E, lembre-se: será necessário pedir autorização ao órgão de trânsito. Após as modificações, ainda é preciso passar o veículo por uma avaliação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Depois, serão emitidos certificados de regularidade.

Por isso, é importante contar com um mecânico de confiança, que o auxilie a fazer essas escolhas, bem como uma empresa especializada que ofereça as peças adequadas.

Tags