Quando vale a pena retificar o motor

11/07/2019|Contagem Motor Peças

Quem é proprietário de um veículo automotor sabe que precisa tomar algumas medidas de prevenção. Com o passar do tempo, as peças e o motor vão se desgastando e prejudicando o bom desempenho do veículo.

O motor do carro é o local que mais sofre desgaste. Em alguns casos, o conserto do veículo só será possível após a retífica do motor. No entanto, quando realmente vale a pena fazer a retífica do motor de um automóvel?

Nesse post abordaremos alguns pontos que os proprietários devem se atentar na hora de mandar consertar um veículo automotor:

– Problemas mecânicos ligados ao motor;

– Quais as vantagens de retificar o motor;

– Qual o limite a se pagar por esse serviço;

– Quanto tempo dura um motor retificado;

Identificando o problema em seu veículo

O primeiro passo para saber se vale a pena retificar o motor de um veículo é identificar qual é o defeito. O carro, quando está com algum problema no motor, apresenta alguns indícios de que precisa de manutenção:

– Fumaça preta ou branca;

– Falta de potência;

– Ruídos metálicos ao acelerar;

– Vazamentos de óleos.

Quando verificar a existência desses problemas, é hora de mandar seu carro para uma inspeção mecânica. Lá, o profissional vai verificar de onde é a origem do problema, que pode ser causado por fatores como:

– Cilindros;

-Pistões;

– Bielas;

– Virabrequim;

-Válvulas;

– Cabeçote.

Além desses, há vários outros componentes que fazem parte do motor. Por isso, o auxílio de um profissional mecânico, que lhe orientará sobre quais os procedimentos para cada problema.

Quais as vantagens de retificar o motor?

Quando um mecânico fala em retificar o motor, significa que ele irá desmontá-lo e trocar as peças que apresentam problemas. Nesse caso, é preciso analisar quais as vantagens de retificar o motor e qual o custo-benefício desse serviço.

Se o valor da retificação custar um valor superior a 50% do preço do veículo, pode se dizer que não valerá a pena retificar. O gasto com a retificação será economicamente inviável, pois há outras possibilidades como a troca de motor.

Já se custar menos que 50%, a retificação do motor é o mais recomendável. Assim, você terá um motor praticamente novo e a garantia de que poderá rodar bastante, até apresentar problemas novamente.

A durabilidade de um motor retificado varia bastante. No entanto, a preservação do motor depende de fatores como a manutenção preventiva, troca de óleo e filtros, entre outros fatores básicos que precisam de verificação constante.

Sendo assim, o motorista também é responsável pela preservação do estado do veículo, para que a retificação possa durar bastante tempo e garantir um bom desempenho.

Mas afinal, vale a pena retificar o motor?

Em geral, a retificação é uma boa opção para seu veículo. Você terá um motor praticamente novo e o desempenho será o mesmo ou até melhor de antes de apresentar o problema.

Com peças boas e profissionais qualificados para executar esse serviço, vale muito a pena retificar o motor de um veículo. Aliando a retificação com os cuidados básicos do cotidiano, você provavelmente não terá incômodos durante um bom tempo.

Se você gostou dessas dicas, compartilhe esse post nas redes sociais e deixe seus amigos por dentro desse assunto!

Tags