Quais as diferenças entre turbinas de veículos leves e veículos pesados?

6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

É fato que veículos leves apresentam um desempenho diferenciado de veículos pesados. Justamente por conta disso, é importante ressaltar o quanto o turbocompressor também precisa ser diferente em cada caso.

Primeiramente, é preciso entender a diferença entre veículos leves e veículos pesados. Os veículos leves correspondem a todo veículo que possua um peso igual ou inferior a 3.500 kg. Já em contrapartida, os veículos pesados são todos aqueles que ultrapassam muito o peso e o tamanho.

No que diz respeito aos veículos leves, podemos citar as motonetas, motocicletas, triciclos, ciclomotor, quadriciclo, automóveis, caminhonetes, entre outros. Já nos veículos pesados, encontram-se os ônibus, micro-ônibus, caminhões, caminhão-trator, trator de rodas, entre outros.

Há também uma diferença em relação aos tipos de funções para quais ambos os tipos de veículos são designados. Em geral, é comum encontrar os veículos leves sendo utilizados para funções mais familiares ou tradicionais.

Ou seja, mesmo que sejam utilizados para fins profissionais, os veículos leves são mais vistos em viagens em família, para andar dentro da cidade, entre outros. Já os veículos pesados, esses normalmente são utilizados para transportar cargas vivas, materiais em geral, percorrer longos quilômetros etc.

Justamente por isso, é indispensável citar a necessidade de ter um turbocompressor adequado para cada situação. Caso contrário, pode-se estragar o veículo ou simplesmente não obter o desempenho desejado.

A importância do turbocompressor

Conhecido também como turbina, o turbocompressor é um sistema que visa oferecer mais oxigênio para o motor do veículo, seja ele pesado ou não. Isso ocorre através do aumento da combustão que o turbo (turbina) promove e, assim, gera um aumento considerável na potência do veículo utilizado.

De fato, é um sistema que está presente em grande maioria dos motores diesel. Porém, a turbina também é muito encontrada em veículos a gasolina. Em suma, ele também possui dois papéis importantes:

– Oferecer potência;

– Reduzir poluição.

O segundo aspecto se refere ao fato de que não é necessário comprar motores diferentes e mais potentes. Logo, assim já é possível diminuir os agentes poluidores do meio ambiente e garantir, de forma indireta, colaborar para a preservação do meio ambiente.

Por conta disso, o turbocompressor tem sido uma opção extremamente procurada. Mesmo que não seja algo lançado recentemente, está sendo uma das principais alternativas para quem deseja uma opção mais em conta, extremamente eficiente, correta e sadia.

Ter uma turbina, ou turbocompressor, sadia, é sinônimo de ter um veículo muito mais durável e eficaz em todas as funções que desempenha. No entanto, é importante também ressaltar que a turbina exige cuidados, independentemente de ser utilizada nos veículos leves ou pesados.

Qual a diferença entre as turbinas de ambos os veículos?

Mesmo que não seja algo tão notado, existem diferenças entre as turbinas utilizadas para veículos pesados e aquelas utilizadas para veículos leves. Ambas oferecem ótimo desempenho para os veículos, mas não é o indicado utilizar uma turbina de veículo pesado em um veículo leve. Entenda mais abaixo.

Veículos pesados

Sabendo que quando falamos sobre veículos pesados estamos nos referindo aos veículos de grande porte, geralmente, é fato saber que o seu funcionamento precisa ser igual, mas, ao mesmo tempo, diferente dos veículos leves.

O motivo é que tudo em relação aos veículos pesados remete justamente às atividades que geralmente são designados a realizar. Assim sendo, é comum que o seu motor seja muito mais forte, consuma uma quantidade maior de diesel etc.

Por conta disso, é indispensável afirmar que as turbinas destinadas aos veículos pesados possuem a intenção de aumentar a potência. Dessa maneira, são instaladas nos veículos cujos motoristas buscam aumentar o desempenho da máquina.

Dessa maneira, a peça tende a oferecer uma quantidade maior de ar para o motor, ampliando a mistura ar e combustível que vai sofrer a combustão. Isso faz a queima se expandir e se gerar mais potência.

Além do mais, a turbina em veículos pesados também tende a suportar uma pressão maior. Por conta do peso do veículo e da quantidade de tempo que ele roda, atividades que realiza, entre outros aspectos, ela precisa ser mais direcionada a uma pressão maior.

Veículos leves

Já falando das turbinas de veículos leves, essas também podem ser – e são – utilizadas para aumentar a potência do carro. Porém, ela nem sempre suporta uma pressão tão alta e é indicada para afazeres mais simples, por exemplo.Importante ressaltar que, assim como as turbinas para veículos pesados, o seu funcionamento é à parte do motor. Além disso, é importante ressaltar também que o intercooler é algo que pode mudar. Afinal, ele é algo presente em maior frequência nas turbinas para veículos pesados.É comum também que as turbinas tenham tamanhos diferentes e isso possa impactar e confundir um pouco o consumidor. Justamente por isso, o mais indicado é sempre consultar um profissional. O preço é da turbina para veículos leves é algo que pode diferenciar do preço das turbinas para veículos pesados também.

Cuidados necessários

Mesmo que a turbina tenha uma atuação a parte do motor, é preciso estar muito atento aos cuidados que cada uma demanda. Um exemplo disso é que, os tubos, por exemplo, podem impactar diretamente no resultado da instalação da turbina.

Além do mais, o ato de rodar com o veículo, seja leve ou pesado, de uma maneira indevida e que possa prejudicar a turbina, é algo que não é aconselhado pela grande maioria dos profissionais. Isso pode causar sérios danos e gastos desnecessários para o proprietário do veículo.

Entre os cuidados mais necessários, principalmente no que diz respeito aos veículos pesados, são os freios. Algumas vezes, a instalação da turbina pode impactar o sistema de freios. Por isso, é sempre necessário dedicar uma atenção especial para essa questão.

Além dos freios, porém, os pistões, bielas, homocinética, embreagem e junta de cabeçote, precisam ser verificados individualmente antes de realizar qualquer instalação da turbina. O indicado, também, é sempre verificar se tudo está funcionando de maneira adequada mesmo após a instalação.

Sabendo disso, o indicado é sempre levar o veículo em um profissional especializado e que entenda do assunto. Dessa maneira, é possível escolher a melhor turbina e garantir o melhor e mais seguro desempenho.

Posts relacionados

Deixe um comentário