Internet das Coisas Internet das Coisas

Internet das Coisas (IoT) no setor automotivo

7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Internet das Coisas (IoT) está dominando o setor automotivo. Se você não conhece esse termo, a IoT é a ideia de que praticamente qualquer coisa pode estar conectada à internet. Ou seja, objetos ou “coisas” possuem sensores que são conectados à rede. Isso significa que esses objetos são capazes de recolher dados e muito mais.

Essa tecnologia pode ser extremamente disruptiva, sendo uma inovação que o setor automotivo não vê há muito tempo. Então, se você trabalha ou tem interesse nesse mercado, continue lendo este post. Confira como a internet das coisas vem sendo empregada no setor automotivo e seu potencial no futuro.

Gestão de frotas

Um dos maiores e mais imediatos impactos da Internet das Coisas (IoT) no setor automotivo é na gestão de frotas. Profissionais que trabalham no setor de logística aproveitam muito bem as informações coletadas por caminhões e outros veículos para tornar o processo cada vez mais eficaz.

Por exemplo, esses veículos vêm equipados com sensores que regulam o peso, localizadores geográficos e diversos outros, enviando os dados em tempo real para os gestores. Dependendo do tamanho da frota, o volume de dados pode ser alto demais para ser analisado, e é aí que entra a inteligência artificial.

Os dados ficam armazenados na nuvem, e a inteligência artificial ajuda a filtrá-los, além de trazer uma forma mais visual de apresentá-los, como em um gráfico. A partir disso, o operador tem diversas informações sobre sua frota, como:

  • Posicionamento dos veículos em tempo real;
  • Gerenciamento de rotas;
  • Performance dos caminhões quanto à quilometragem e combustível;
  • Acompanhamento de peso e volume carregados e seu impacto na performance;
  • Gerenciamento do tempo do motorista e seus intervalos.

Com essas informações os gerentes têm insumos para insights que otimizam a operação. Por exemplo, como o peso e o volume carregados impactam a performance? É mais valioso fazer mais viagens com menos peso ou menos viagens com mais carga? Os dados ajudam a trazer uma resposta mais definitiva.

Carros conectados

Além de se comunicar com as pessoas, os veículos também conversam entre si. Atualmente, já existe a plataforma CV2X, que pode ser traduzida como carros conectados a tudo. O objetivo é melhorar o tempo de resposta dos motoristas, com informações mais claras e mais rápidas.

Veículos podem estar conectados entre si, por exemplo. A ideia é que os carros possam trocar informações como localização, velocidade e outras, de modo a prevenir acidentes. Além disso, veículos de emergência com ambulâncias e caminhões dos bombeiros podem navegar melhor pelo tráfego.

Veículos também podem estar conectados a pedestres. É uma forma de encontrar mais facilmente táxis e ônibus, inclusive com tempos estimados para sua chegada.

Já a conexão com a infraestrutura permite facilitar o fluxo de veículos. Fazem parte dela pedágios, semáforos e outros.

Por fim, também existe uma conexão com a própria rede, o que permite alertas mais gerais como acidentes ou mudanças no tempo.

É claro que os carros também são conectados ao smartphone, permitindo mais facilidade ao operar o GPS, o sistema de música e outras aplicações de informação e entretenimento.

Manutenção inteligente

Semelhante a gestão de frota, essa é uma das aplicações mais interessantes de Internet das Coisas (IoT) no setor automotivo. Diversos sensores são instalados próximos aos principais componentes dos carros. As informações que eles passam são armazenadas em uma plataforma. A partir daí, existem diversos caminhos possíveis.

Primeiro, a inteligência artificial faz uma conta para prever a performance futura, baseado no comportamento de uso. Quanto mais uso, maior é a deterioração esperada. Segundo, funciona como o painel de controle, enviando alertas para o smartphone do motorista quando existe a possibilidade de algo quebrar.

Segurança

Basta um smartphone e um veículo conectado à internet e o dono sabe absolutamente tudo sobre o carro, o tempo todo. Sensores e câmeras podem alertar o dono caso alguém tente entrar no veículo sem permissão, por exemplo.

Além da segurança do veículo, as capacidades também aumentam a segurança dos motoristas. Já vimos algumas formas como acidentes são evitados, mas caso aconteçam, o veículo pode automaticamente contactar as autoridades, usando a localização para chamar socorro caso o motorista não consiga.

Sustentabilidade

Compartilhando as informações dos carros sobre as estradas, podem ser criadas soluções mais verdes e sustentáveis. Além de diminuir congestionamentos, a ideia é investir em soluções que diminuam a necessidade de energia. Por exemplo, os carros conectados podem determinar quando é necessário o funcionamento dos semáforos, economizando eletricidade.

Esse efeito também é visto nas próprias estradas. Prefeituras e municípios podem usar as informações para garantir estradas com manutenções mais eficientes, baseado no volume de tráfego e nas condições climáticas da região.

Veículos autônomos

Um dos temas mais debatidos no setor automotivo só é possível por conta da Internet das Coisas (IoT). Existem diversas empresas investindo muito capital para criar um carro autônomo mais seguro possível, com protótipos e testes surgindo a todo o momento. A ideia é que o veículo seja totalmente autônomo e assuma todas as funções do motorista.

Isso não é simples, mas já é possível enxergar os primeiros passos desse futuro em diversos veículos inteligentes que ajudam os usuários a estacionar, por exemplo. São as câmeras e a IoT que permitem essas ações, que tornam dirigir mais seguro e confortável.

A maioria dos acidentes nas estradas acontece devido ao erro humano. Assim, o IoT tem o papel de ajudar os motoristas com o maior volume possível de informação e, em certos casos, até tomando o controle.

Carros melhores

No longo prazo, as fabricantes podem produzir carros cada vez melhores. Cada veículo é capaz de armazenar informações sobre o comportamento dos motoristas, podendo alterar, incorporar ou até remover certas funcionalidades que não são tão usadas.

Além disso, caso o usuário encontre algum erro, o suporte pode entrar em contato imediatamente, ou mesmo resolvê-lo, sem que o usuário tenha nenhum trabalho.

Seguros mais justos

Imagine pagar um valor mais justo pelo seguro do carro? A IoT pode enviar informações para a seguradora, recompensando motoristas que têm boas práticas, como dirigir na defensiva, cuidar da manutenção do carro e qualquer outro tipo de ação que reduza a possibilidade de acidentes.

Essas são apenas algumas das tendências da Internet das Coisas no setor automotivo. Parte delas você já consegue ver por aí, enquanto outras ainda podem demorar um tempo. De qualquer forma, com a tecnologia evoluindo tão rapidamente, as mudanças promovidas pelo IoT no setor também devem chegar ainda mais rápido.

Essa e outras curiosidades você encontra aqui no blog da Contagem Motorpeças. Não perca!

Posts relacionados

Deixe um comentário